Servidores do Judiciário de Minas Gerais participam de mobilização em Brasília: Assojaf-MG integra movimento em defesa do serviço público

Servidores do Judiciário Federal de Minas Gerais estiveram, nesta quarta-feira (12), na Câmara dos Deputados para um ato em defesa da valorização do serviço público.
Convocada pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público, a mobilização contou com servidores de diversas regiões do país, entre eles, a presidenta da Assojaf-MG Paula Drumond Meniconi e as diretoras da associação Elimara Cardoso Bernardes Gaia e Laurita Gonçalves Pinto, que integraram a caravana enviada pelo Sitraemg para o evento.

Além das dirigentes da Associação, os Oficiais de Justiça Marco Paiva, Luciana Tavares e Jordana Neves também acompanharam os debates ocorridos em Brasília (DF).

Durante fala em tribuna, o coordenador do sindicato Carlos Humberto enfatizou a necessidade de luta contra as medidas que atacam os servidores e precarizam o serviço público. De acordo com ele, os servidores sofrem todas as mazelas propostas pelo governo. “Sofremos todos com a Reforma da Previdência. É o servidor público, na sua luta diária, que sustenta este Estado”, enfatizou. Assista AQUI a fala completa do coordenador do Sitraemg

Já o Oficial de Justiça de São Paulo e coordenador da Fenajufe Thiago Duarte falou sobre a afirmação do ministro Paulo Guedes que classificou o servidor público como “parasita”. Segundo Thiago, este é o pensamento do governo a respeito do servidor “e o que precisamos deixar claro é que, diferente dele, nós vivemos do nosso trabalho, do nosso suor e não da renda financeira do suor de outras pessoas”.

O Oficial de Justiça também enfatizou a necessidade da união e mobilização, no dia 18 de março, “quando os servidores precisam dar o seu recado e demonstrar a importância do trabalho prestado em favor daqueles que mais precisam”, destacou. Assista AQUI a fala do dirigente da Fenajufe

Na avaliação da presidenta Paula Meniconi, este é um momento fundamental para que os servidores demonstrem a força da categoria. “Reafirmo as falas de Carlos Humberto e Thiago quanto à necessidade da união e mobilização, para que possamos demonstrar a importância do nosso trabalho para a sociedade e tenhamos o devido respeito e reconhecimento sobre aquilo que fazemos”.

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo