Reforce junto ao seu Tribunal pedido do SITRAEMG de reajuste dos benefícios sociais

Sindicato já oficiou todos os órgãos apresentando estudos que mostram que há sobras orçamentárias que permitem tal aumento já.

Na semana passada, o SITRAEMG oficiou os presidentes do TRT, TRE, TRF1 e Superior Tribunal Militar (STM) solicitando reajustes dos benefícios sociais dos servidores desses tribunais em Minas Gerais, argumentando que os valores dos mesmos estão congelados e que, por outro lado, há sobras nos orçamentos dos respectivos órgãos que permitem a concessão de tais reajustes, conforme mostram estudos elaborados pelo economista Washington Lima, por encomenda do Sindicato, que são anexados aos referidos requerimentos. Nos casos dos servidores da Justiça Federal e da Justiça Militar, também foram oficiados o diretor do foro da Seção Judiciária de Minas Gerais, sediada em Belo Horizonte, e a auditora titular da 4ª Circunscrição Judiciária Militar, sediada em Juiz de Fora, dando-lhes ciência dos pedidos formulados aos tribunais regionais e reivindicando o empenho de ambos junto àqueles tribunais “para que possamos ter êxito no pleito”.

A elaboração dos estudos do economista Washington Lima, com o consequente envio dos pedidos às direções dos tribunais, foi uma das dezenas de propostas de ação sindical levantadas e aprovadas na reunião do Conselho Deliberativo do Sindicato realizada no período de novembro de 23 a 25 de novembro.

Na reunião com o diretor do TRE, Adriano Denardi Júnior, ocorrida no último dia 10/12, os representantes do Sindicato adiantaram a ele a notícia sobre o envio dos ofícios. Denardi Júnior opinou que, no caso da Justiça Eleitoral, o Sindicato deve procurar o Tribunal Superior Eleitoral. No entanto, prontificou-se a dar apoio à entidade em incursões ao TSE se ficarem comprovadas sobras no orçamento do regional mineiro e a possibilidade de remanejamento da verba em benefício dos servidores.

Até o fechamento desta matéria, o Sindicato não havia obtido retorno de nenhum dos tribunais. Diante disso, a entidade orienta os servidores a também reforçarem o pedido junto às administrações dos respectivos órgãos.

Veja o conteúdo do ofício encaminhado para os presidentes do TRT, TRE, TRF1 e STM por meio deste link. O pedido do ofício também foi reforçado ao juiz federal diretor do Foro da Seção Judiciária Federal de Minas Gerais, veja neste link.