Assojaf-MG se reúne nesta quarta-feira com o presidente do TRT para tratar da determinação referente à VPNI e GAE

A Assojaf-MG tomou conhecimento que o presidente do TRT-3, Desembargador José Murilo de Morais, acatou parecer da Assessoria Jurídica de Pessoal que considerou caracterizado os indícios apontados pelo Tribunal de Contas da União em relação ao pagamento acumulado da VPNI e GAE, assunto que vem mobilizando os Oficiais de Justiça.

De acordo com a determinação do presidente, a Secretaria de Pagamento de Pessoal deverá promover a absorção da parcela de VPNI nos pagamentos que tiverem a cumulação. Desde o primeiro momento em que teve conhecimento, a Assojaf-MG mobilizou sua assessoria jurídica, bem como a diretoria da Fenassojaf, que, em um trabalho conjunto, buscam alternativas e estudam as medidas emergenciais cabíveis neste primeiro momento.

Outra medida foi o agendamento de uma reunião, nesta quarta-feira (29), com o presidente do Tribunal que contará com a presença de representantes da Associação, do diretor da Federação Eduardo Virtuoso e do advogado Rudi Cassel.

Na foto, a presidente Paula Drumond Meniconi e a conselheira Ildelene Lacorte, com o diretor da Fenassojaf e Dr. Rudi Cassel, estiveram na sede da Assojaf para os preparativos da reunião desta tarde.

Mais informações serão divulgadas em breve.

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo